O mundo das plataformas de petróleo

Uma plataforma de petróleo é uma grande estrutura usada no mar para abrigar os trabalhadores e as máquinas necessárias para a perfuração de poços e/ou produção de óleo. Dependendo das circunstâncias, a plataforma pode ser fixada ao chão do oceano ou pode consistir de uma ilha artificial flutuante.
Existem duas funções principais para as plataformas de petróleo: perfuração e produção. As do primeiro grupo servem para encontrar o óleo em poços ainda não explorados. Já as plataformas de produção são as que efetivamente extraem o petróleo localizado no fundo do mar, levando-o à superfície.

Tipos de plataformas

Tipo Uso Permanência
Águas Rasas
Auto-elevatória perfuração / produção provisória
Fixa ou Jaqueta perfuração / produção definitiva
Águas Profundas
Semi-submersíveis perfuração / produção provisória / definitiva
Navio Sonda perfuração / produção provisória
FSO
Floating Storage Offloading
produção definitiva
FPU
Floating Production Unit
produção definitiva
FPSO
Floating Production Storage Offloading
produção definitiva
TLP
Tension Leg Platform
perfuração / produção definitiva
ar Buoy perfuração / produção definitiva

Uma plataforma de petróleo é uma grande estrutura usada no mar para abrigar os trabalhadores e as máquinas necessárias para a perfuração de poços e/ou produção de óleo. Dependendo das circunstâncias, a plataforma pode ser fixada ao chão do oceano ou pode consistir de uma ilha artificial flutuante.

Existem duas funções principais para as plataformas de petróleo: perfuração e produção. As do primeiro grupo servem para encontrar o óleo em poços ainda não explorados. Já as plataformas de produção são as que efetivamente extraem o petróleo localizado no fundo do mar, levando-o à superfície.

Auto-elevatória

(águas rasas / perfuração e produção / provisória)

São constituídas basicamente de uma balsa equipada com estrutura de apoio, ou pernas, que, acionadas mecânica ou hidraulicamente, movimentam-se para baixo até atingirem o fundo do mar. Em seguida, inicia-se a elevação da plataforma acima do nível da água, a uma altura segura e fora da ação das ondas. Essas plataformas são móveis, sendo transportadas por rebocadores ou por propulsão própria. Destinam-se à perfuração de poços exploratórios na plataforma continental, em lâminas d`água que variam de 5 a 130 metros.

Fixa ou Jaqueta

(águas rasas / perfuração e produção / definitiva)

Têm sido as preferidas nos campos localizados em lâminas d’água de até 200 metros. Geralmente as plataformas fixas são constituídas de estruturas modulares de aço, instaladas no local de operação sob estruturas chamadas jaquetas, presas com estacas cravadas no fundo do mar. As plataformas fixas são projetadas para receber todos os equipamentos de perfuração, estocagem de materiais, alojamento de pessoal, bem como todas as instalações necessárias para a produção dos poços. Não têm capacidade de estocagem de petróleo ou gás, que são enviados para a terra através de oleodutos e gasodutos.

Semisubmersível

(Semi-Sub Plataform / águas profundas / perfuração e produção / provisória e definitiva)

São compostas de uma estrutura de um ou mais conveses, apoiadas em flutuadores submersos. Uma unidade flutuante sofre movimentações devido à ação das ondas, correntes e ventos, com possibilidade de danificar os equipamentos a serem descidos no poço. Por isso, torna-se necessário que ela fique posicionada na superfície do mar, dentro de um círculo com raio de tolerância ditado pelos equipamentos de subsuperfície. Dois tipos de sistema são responsáveis pelo posicionamento da unidade flutuante: o sistema de ancoragem e o sistema de posicionamento dinâmico.

O sistema de ancoragem é constituído de 8 a 12 âncoras e cabos e/ou correntes, atuando como molas que produzem esforços capazes de restaurar a posição do flutuante quando é modificada pela ação das ondas, ventos e correntes.

No sistema de posicionamento dinâmico, não existe ligação física da plataforma com o fundo do mar, exceto a dos equipamentos de perfuração. Sensores acústicos determinam a deriva, e propulsores no casco acionados por computador restauram a posição da plataforma.

As plataformas semi-submersíveis podem ou não ter propulsão própria. De qualquer forma, apresentam grande mobilidade, sendo as preferidas para a perfuração de poços exploratórios.

Navio Sonda

(águas profundas / perfuração e produção / provisória)

É um navio projetado para a perfuração de poços submarinos. Sua torre de perfuração localiza-se no centro do navio, onde uma abertura no casco permite a passagem da coluna de perfuração. O sistema de posicionamento do navio-sonda, composto por sensores acústicos, propulsores e computadores, anula os efeitos do vento, ondas e correntes que tendem a deslocar o navio de sua posição.

F S O – Floating Storage Offloading

F P U – Floating Production Unity

F P S O – Floating Production Storage Offloading

(águas profundas / produção / definitiva)

São navios, em geral de grande porte, com capacidade para produzir, processar e/ou armazenar petróleo e gás natural, estando ancorados em um local definido. Em seus conveses, são instaladas plantas de processo para separar e tratar os fluidos produzidos pelos poços. Depois de separado da água e do gás, o petróleo produzido pode ser armazenado nos tanques do próprio navio e/ou transferido para terra através de navios aliviadores ou oleodutos. O gás comprimido é enviado para terra através de gasodutos e/ou re-injetado no reservatório.

TLP – Tension Leg Platform

(águas profundas / perfuração e produção / definitiva)

Plataforma de pernas atirantadas – são unidades flutuantes utilizadas para a produção de petróleo. Sua estrutura é bastante semelhante a da plataforma semissubmersível. Porém, sua ancoragem ao fundo mar é diferente: as TLPs são ancoradas por estruturas tubulares, com os tendões fixos ao fundo do mar por estacas e mantidos esticados pelo excesso de flutuação da plataforma, o que reduz severamente os movimentos da mesma. Desta forma, as operações de perfuração, completação e produção das TLPs são semelhantes às executadas em plataformas fixas.

Spar Buoy

(águas profundas / perfuração e produção / definitiva)

O sistema Spar consiste de um cilindro vertical de aço de grande diâmetro, ancorado, operando com um calado de profundidade constante de cerca de 200 metros, o que gera apenas pequenos movimentos verticais e, consequentemente, possibilita a adoção de risers rígidos verticais de produção. Neste tipo de plataforma há utilização de supressores de vórtices em torno do cilindro com o objetivo de inibir vibrações induzidas pelo fenômeno de Vortex Shedding.

Links:
http://www.tnpetroleo.com.br/sala_de_aula/tipos-de-plataforma

http://www.coopetroleo.com.br/ptp.htm

http://www.metalica.com.br/conheca-os-tipos-de-plataformas-de-petroleo/

Colaboração enviado por Rafael Abrantes

Fontes:
http://pt.wikipedia.org
http://mundoestranho.abril.com.br

Mais notícias

13 Comentários para “O mundo das plataformas de petróleo”

  1. Jorge Gomes disse:

    Muito bom, esse portal é super interessante, parabéns!

  2. Johnathan disse:

    Parabéns pelo Post! Um dos melhores que já vi =D

  3. Lucas w f disse:

    Muito bom! Tiro o chapel para vocês!
    SHOW!

  4. Elizabete disse:

    Super interessante e instrutivo.
    Parabéns!!!!

  5. Gostei imenso desta ilustração e obrigado pelo esforço e continuam sempre

  6. Felipe Periera disse:

    Só um adendo sobre o final da descrição da SPAR, o fenômeno da vibração que ocorre é o VIV – Vortex Induced Vibration (Vibração Induzida por Vórtice) que afeta qualquer corpo rombudo sujeito a um escoamento de fluido, causando vibrações que com o tempo levam à fadiga da estrutura.
    Parabéns pelo portal!

  7. Cálita Bicalho disse:

    eu acho bastante interessante as plataformas, eu comecei a fazer um curso de Petroleo e Gas eu estou achando muito bom’

  8. Iza Kátia Vicentini disse:

    Parabéns pelo site e pelas informações claras e objetivas. Está sendo fundamental na minha linha de pesquisa para TCC.

  9. Denilson disse:

    Olá, tenho apenas 16 anos mas mesmo assim já tenho em mente oque quero para o meu futuro ! QUE É ISTO, TRABALHA NA PLATAFORMA !!! Gostei muito do site pela aqui pudi adquirir alguns conhecimentos que pode me ajudar par ao meu dia a dia ! :)

  10. nathalie disse:

    valeu tirei 10,0 por qualsa desse site

  11. edson costa disse:

    que DEUS possa quarda todos voces
    nesse altos mares ,bom trabalho,,,

  12. Aparecida Rangel disse:

    Achei super interessante como é formada uma plataforma de extração.Hoje menos preocupada,pois tenho um filho de 12 anos e seu sonho futuro é trabalhar em uma plataforma do petróleo como engenheiro.Agora fico mais tranquila,pois sei que existem os riscos,mais são raros com tanta segurança.A página de informações foram de grande aprendizado para mim como mãe.Parabéns!!!

  13. Abel Graça João disse:

    o site é muito bom porque aprendi varias coisas sobre a plataforma e me fez percebe varias coisas q eu não sabia obrigado pela vossa companinha

Deixe um comentário

Ajude a construir esta Seção. Clique aqui e envie:

Artigos, curiosidades, links interessantes, comentários

Caso alguma postagem desta seção estiver violando direitos autorais clique aqui